Ações desenvolvidas pela Idaron na prevenção conta a monília do cacaueiro são destacadas

 

Ações de vigilância para prevenção da monilíase são realizadas periodicamente

As ações de vigilância contra a monília do cacaueiro (Moniliophthora roreri), mantidas pelo Governo do Estado, por meio da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril (Idaron), foram destaques na última semana durante reunião realizada na Assembleia Legislativa do Estado (ALE/RO).

Durante a reunião, foram destacados os trabalhos que continuam intensificados na região de divisa entre Rondônia e o Acre, para evitar que a praga atinja as lavouras rondonienses. As ações de vigilância para prevenção da monilíase do cacaueiro são realizadas periodicamente, com levantamento nas plantações de cacau e cupuaçu em todo o Estado de Rondônia. O trabalho foi intensificado depois que o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) confirmou a detecção de foco de monilíase do cacaueiro na região do município de Cruzeiro do Sul/AC, no dia 8 de julho deste ano.

As discussões foram realizadas no gabinete do deputado estadual Lazinho da Fetagro. Além do parlamentar e do presidente da Câmara Setorial do Cacau em Rondônia, Chiquinho da Emater, participaram da conversa o gerente de defesa vegetal da Idaron, Jessé de Oliveira Júnior, Leandro Ezequiel, do Senar, Francisco Anithoan, representando a Faperon, e um representante da Seagri.

As ações incluem ainda levantamento cadastral de comerciantes de amêndoas de cacau, com objetivo de controlar a origem e o destino das amêndoas adquiridas pelo mercado regional. A medida visa também obter informações sobre a qualidade e os procedimentos adotados no recebimento e armazenamento das amêndoas.

Outra medida, essa com foco na educação sanitária, é a distribuição de uma cartilha com orientações sobre biossegurança, para instituições que recebem visitas de pessoas oriundas de estados onde a praga está presente.

Após a confirmação do foco da monilíase em Cruzeiro do Sul/AC, foi formada uma força tarefa para fiscalização do trânsito na região da divisa entre Rondônia e Acre. Na região de ocorrência do foco da monilíase, em Cruzeiro do Sul/AC, desde o anúncio da suspeita, a equipe da Idaron se juntou a força tarefa multi-institucional sob coordenação do Mapa, que realiza ações de delimitação de ocorrência e controle do foco da monilíase do cacaueiro, buscando a sua erradicação. A equipe permanecerá na região até o final do mês de dezembro.


Fonte
Texto: Toni Francis
Fotos: Ésio Mendes
Secom - Governo de Rondônia


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Plantão Policial