MANDIOCA: Com disponibilidade reduzida e demanda firme, cotações continuam em alta


As chuvas dos últimos dias dificultaram o avanço da colheita de mandioca em muitas praças acompanhadas pelo Cepea.

Além do clima, o baixo teor de amido – que teve média semanal de 476,46 gramas na balança hidrostática de 5 kg – tem influenciado a retração de produtores.

Quanto à demanda, segundo colaboradores do Cepea, os mercados dos derivados vêm sinalizando reação, fortalecendo a procura das indústrias de fécula e de farinha pela matéria-prima.

Entre 31 de janeiro e 4 de fevereiro, o valor médio nominal a prazo da tonelada de mandioca posta fecularia foi de R$ 695,08 (R$ 1,2088 por grama de amido), aumento de 0,34% frente à média do período anterior.

Atualizado (deflacionamento pelo IGP-DI), o valor médio da semana superou em 31,8% o do mesmo período de 2021.


Fonte: Cepea
Imagem: Pixabay/Dian A. Yudianto


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Plantão Policial