TOMATE: Calor intenso acelera maturação e derruba cotações no atacado


As cotações do tomate recuaram no atacado nos últimos dias, pressionadas pela concentração de oferta.

Isso porque, segundo colaboradores do Hortifruti/Cepea, as altas temperaturas nas regiões produtoras aceleraram a maturação dos frutos, tanto nas lavouras que estavam com o ciclo mais lento, por conta de temperaturas mais baixas antes da forte onda de calor, quanto naquelas que apresentavam ritmo ideal de desenvolvimento.

Assim, entre os dias 24 e 28 de janeiro, os valores médios do tomate salada longa vida 3A fecharam a R$ 57,93/caixa na Ceagesp, a R$ 72,18/cx em Campinas (SP), a R$ 71,34/cx no Rio de Janeiro (RJ) e a R$ 67,27/cx em Belo Horizonte (MG), respectivas desvalorizações de 44,75%, 21,45%, 32,45% e 28,10% frente às médias da semana anterior.


Fonte: Cepea
Imagem: Pixabay/kie-ker


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Plantão Policial