Plantão Policial

O corpo do bebê deve ser exumado durante a investigação

Foto: Divulgação

Porto Velho, RO - Nesta terça-feira (31), a Polícia Civil e o Ministério Público de Rondônia (MP-RO) refizeram o caminho que a criança percorreu após ser levada do hospital ao necrotério e de volta à unidade de saúde, quando um agente funerário percebeu que ela estava viva.

Depois do episódio o bebê chegou a passar 15 dias internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI), mas acabou falecendo. A reconstituição busca analisar se houve negligência médica.

A Polícia Civil informou que participaram da ação a equipe médica, mãe e avó da criança e o agente funerário que percebeu que o bebê estava vivo. A reconstituição começou no centro de parto de Ariquemes, que fica anexo ao Hospital Municipal.

O delegado responsável Leandro Balensiefer, disse que ainda serão realizados outros procedimentos durante a investigação, como a exumação do corpo do bebê. A Secretaria de Saúde de Ariquemes também abriu uma processo para apurar os fatos. O caso aconteceu em dezembro de 2021.

Com informações do G1
Fonte: Diário da Amazônia


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Plantão Policial