Plantão Policial

Rússia interrompe abastecimento de gás para a Europa

País alega que é para manutenção de turbina do Nord Stream 1

Porto Velho, RO - A Rússia interrompeu, nesta quarta-feira (31), o fornecimento de gás para a Europa por meio do gasoduto Nord Stream 1. Moscou justifica a decisão pela necessidade de trabalhos de manutenção da única turbina em atividade neste momento. 

De acordo com a Gazprom, gigante russa de energia, a interrupção temporária no Nord Stream 1 deverá estender-se até a madrugada de sábado (3). Durante esses dias, nenhum gás irá será fornecido à Alemanha.

Dados do site da operadora do Nord Stream 1 mostram que os fluxos para a Europa estão zeradas desde as primeiras horas de hoje.

A Gazprom cita a necessidade de trabalhos de manutenção na única turbina ainda em funcionamento, localizada na estação de Portovaya.

Nos meses de junho e julho, Moscou já tinha reduzido significativamente o fornecimento de gás, por problemas de manutenção e sanções.

Ontem, o porta-voz do Kremlin afirmou que só as sanções estão impedindo as exportações para a Europa.

"Existem garantias de que, além dos problemas tecnológicos causados pelas sanções, nada está atrapalhando o abastecimento", disse.

A Rússia também interrompeu por completo o fornecimento de gás a países como Bulgária, Dinamarca, Finlândia, Holanda e Polônia, tendo também reduzido o fluxo de outros gasodutos desde o início da guerra na Ucrânia.

Os cortes nos fluxos do Nord Stream 1 complicam ainda mais os esforços em toda a Europa para abastecer e preencher instalações vitais de armazenamento de gás, no momento em que o continente se prepara para enfrentar os próximos meses de inverno.

Na Europa, esses cortes ou reduções no abastecimento são "políticos" e têm por objetivo aumentar os preços da energia e provocar pânico entre os países mais dependentes da Rússia em nível energético.

Fonte: Agência Brasil


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Plantão Policial