Plantão Policial

Energisa visita escolas e orienta crianças sobre riscos de soltar pipas próximos à rede elétrica

No primeiro semestre deste ano, 35 ocorrências de falta de energia foram provocadas por pipas, deixando cerca de 18 mil clientes sem energia no estado

Porto Velho, RO - Nesta sexta-feira (02), a Energisa visitou seis escolas públicas de Porto Velho, Candeias do Jamari, Rolim de Moura, Cacoal e Vilhena para conscientizar estudantes dos 6 aos 12 anos sobre os riscos de soltar pipas próximo à rede elétrica.

Segundo o coordenador de Saúde e Segurança da empresa, Lenildson Santos, a ideia do projeto Energisa nas Escolas é levar informação de forma lúdica e divertida para que as crianças brinquem com segurança. “As crianças não conhecem os riscos, por isso, a Energisa tem esse importante papel de ensinar. Estimamos que cerca de 2 mil jovens foram alcançados com essa ação apenas nestes dois últimos meses”, declarou.

Levantamento realizado pela concessionária mostra que 35 ocorrências de falta de energia foram provocadas por pipas durante o primeiro semestre de 2022, deixando cerca de 18 mil cientes sem energia. As principais ocorrências registradas ocorreram nos municípios de Porto Velho, Cacoal, Pimenta Bueno, Rolim de Moura e Ariquemes.

Veja dicas para brincar com segurança:

• Empine pipas longe da rede elétrica, onde não exista nenhum tipo de cabo de energia, de serviço telefônico ou antenas de celular;

• Busque espaços abertos como praças, parques e campos de futebol para usar o brinquedo;

• Não solte pipas em canteiros centrais de ruas, avenidas, rodovias ou qualquer lugar onde exista fluxo de veículos;

• Nunca use cerol ou a linha “chilena”: elas são proibidas por lei e causam acidentes graves.

• Não utilize papel alumínio na confecção da pipa;

• Caso a pipa enrosque nos fios, é melhor desistir do brinquedo. Não tente pegar a pipa na fiação, nem com as mãos, bambus ou qualquer outro objeto;

• Não solte pipas em dias de chuva, principalmente se houver relâmpagos;

• Tenha cuidado com ciclistas e motociclistas, pois as linhas não podem ser vistas por eles e causar graves acidentes.





Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Plantão Policial