O dia 03 de novembro na história de Porto Velho, Rondônia, Brasil e Mundo

O DIA NA HISTÓRIA - BOM DIA, 5ª feira, 3 de NOVEMBRO

Por Lúcio Albuquerque WhatsApp 69 99910 8325

HOJE É

Dia da Instituição do Direito de Voto da Mulher. Dia do Cabeleireiro ou Barbeiro (dec.12592/15). Dia Mundial da Reserva da Biosfera (Unesco). Dia Nacional do Quilo (Lei 12.642/2012).

Católicos celebram São Martinho de Porres, Santa Sílvia, Santa Vinifrida. Anglicanos lembram Richard Hooker.

RONDÔNIA

3 – 1943 – O coronel Aluízio Pinheiro Ferreira toma posse, no Rio de Janeiro, como primeiro governador do Território Federal do Guaporé

3 – 1946 – Carta do general Candido Rondon confirma seu apoio ao coronel Aluízio Ferreira para disputar, pelo PSD, a vaga única de deputado federal pelo Território do Guaporé. Uma ala do PSD queria Rondon como candidato.

Dia 3 – Em 1981 – Decreto assinado pelo governador Jorge Teixeira, do Território de Rondônia, desmembra área do município de Vilhena para constituir o município de Colorado do Oeste

BRASIL

1864 — Morre Gonçalves Dias, o “poeta indianista” (n. 1823). 

Em 1891 — O Congresso Nacional aprova lei permitindo o impeachment presidencial e o presidente Manoel Deodoro da Fonseca fecha o Congresso e decreta estado de sítio.

MUNDO

1957 — Os soviéticos lançam, no foguete Sputnik, o 1º ser vivo ao espaço: a cachorra Laika. 

1973 — Programa Mariner: a NASA lança o Mariner 10 em direção a Mercúrio, a 1ª sonda espacial a atingir o planeta, em 1974. 

Em 2014 — Inaugurado o One World Trade Center, no mesmo local das “Torres Gêmeas”, destruída por um ataque terrorista, em Nova York, em 2001.

FOTO DO DIA

Subindo o Rio Madeira o grande navio chamava a atenção de ribeirinhos e de quem estivesse navegando, fruto de um fato acontecido há pouco mais de um mês em Brasília, já capital brasileira, quando o presidente Juscelino Kubitschek reuniu os governadores amazônicos, e ouviu do governador do Acre a queixa da demora no transporte de cargas do porto de Santos a Rio Branco e, depois, o governador Paulo Leal, de Rondônia, dizer que a Brasília/Rio Branco era “coisa para homem”.

Acostumado aos desafios, JK disse que faria. Logo equipamentos começaram a chegar, como os do “Rio Tubarão”, atracado num porto improvisado na Fazenda dos Milagres, região da (atual) ponte sobre o Rio Madeira, e desembarcou sua carga, com tratores, trabalhadores, caminhões etc para a obra da BR-29, depois 364. Foto: Raimundo José de Araújo Freitas/Saudosismo Portovelhense.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Plantão Policial