Projeto voltado à energia solar para escolas é viabilizado pelo Governo de Rondônia

 

O projeto piloto atenderá incialmente um total de 60 escolas

Porto Velho, RO - Atento às novas tecnologias e à necessidade de unir economia e sustentabilidade , o governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Educação – Seduc, viabilizou no final de 2021, um projeto piloto voltado para a energia solar fotovoltaica, que consiste na conversão ou transformação direta da energia do sol em energia elétrica.


O projeto piloto atenderá incialmente a 60 escolas, sendo 26 em Porto Velho e outras 34 no interior do Estado, projeção a qual terá uma redução no valor das faturas de energia, podendo chegar até 70% em algumas escolas.

Segundo o assessor técnico de infraestrutura e engenheiro, Luciano Santos Alcântara, para que isso ocorra são utilizados os módulos fotovoltaicos, também conhecidos como painéis ou placas solares. “Estas placas são conectadas a um equipamento chamado “inversor” que, por sua vez, se conecta à rede elétrica da edificação (escola)”.

Luciano Alcântara ressalta ainda que, “a produção de energia gerada pelas placas atende, primeiramente, ao consumo imediato da escola e o excedente de energia, caso ocorra, é injetado na rede elétrica da concessionária de energia e registrado como crédito para futura compensação na fatura”, assegurou o engenheiro.

SELEÇÃO TÉCNICA

Para que fossem contempladas, as escolas previamente selecionadas passaram por avaliações técnicas das instalações elétricas e civil, realizadas por engenheiros da Seduc.

“O projeto está a pleno vapor e as atividades estão sendo adequadas às condições do clima da época. Estamos hoje com 15 escolas prontas aguardando a vistoria da concessionária para aprovação e posterior substituição do medidor de energia e, por fim, deixar o sistema solar em funcionamento. Outras 15 serão finalizadas em novembro”, explicou o assessor técnico Luciano.

AMPLIAÇÃO

“Temos frentes de trabalho atuando paralelamente para fazer as devidas instalações das 28 escolas restantes. Nesta primeira fase de implantação, conseguimos acrescentar mais 13 escolas dentro do projeto, saltando de 60 para 73 escolas contempladas em todo o Estado de Rondônia. A meta do governo do Estado é viabilizar a instalação do sistema de energia solar em mais 53 instituições de ensino, no ano de 2023”, finalizou o engenheiro.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Plantão Policial