PCRO DEFLAGRA MEGA-OPERAÇÃO E APAZIGUA GARIMPO DE BOM FUTURO, ALTO PARAÍSO-RO.

A Polícia Civil do Estado de Rondônia, por intermédio da 1ª Delegacia de Polícia Civil de Alto Paraíso, em ação conjunta com a Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania - SESDEC, com apoio do Núcleo de Operações Aéreas – NOA e da Polícia Militar, por intermédio do 4 GPPM, deflagrou na manhã desta quarta-feira (25/01) a megaoperação “6º Mandamento” visando pacificar o Distrito do Garimpo de Bom Futuro, Alto Paraíso-RO.

A ação policial visou cumpriu 6 mandados de prisão e 10 mandados de buscas e apreensões deferidos pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Ariquemes, resultadas das investigações de três homicídios. 

O primeiro crime ocorreu dia 13/08/2022, após um desentendimento num bar, cinco suspeitos conduziram a vítima JUSCELINO DA SILVA JACQUES até um beco e o agrediram. Na sequência, o puseram numa camionete e saíram do local, sendo que no dia seguinte a vítima foi encontrada morta, jogada no Rio Candeias a uma distância de cerca de 16 km do Garimpo Bom, com diversas perfurações de arma de fogo no pescoço e com estômago dilacerado. 

O segundo homicídio ocorreu 30/09/2022, nessa ocasião o suspeito F. T. da S. efetuou um disparo de espingarda contra a vítima JOSÉ VALTER MORONI, atingindo-o no tórax. A vítima não veio a óbito em decurso do imediato socorro promovido pela Polícia Militar, que a conduziu ao Hospital de Alto Paraíso-RO. O motivo do crime seria porque a vítima teria saído com a ex-mulher do suspeito, separados há 1 ano. 

O terceiro assassinato vitimou OSMAR TRISTÃO, aconteceu dia 29/11/2022. A vítima sofreu 15 golpes de arma branca. Os investigados são vizinhos da vítima e possuíam rixa com ela. 

A ação policial resultou na apreensão de 1 revólver Rossi .38, 1 espingarda .12 cano duplo, 1 espingarda .36, 1 espingarda .28, 1 simulacro de arma de fogo, dezenas de munições.1 capa de colete balístico da Polícia Militar e 2 caminhonetes Toyota/Hillux. 

A. C. da S. (37), M.P.L. vulga “Meiki” (36), V.A.J. (43), J.B.J. vulgo “PH” (34), E.P.S. (24) e F.T.S. (38) foram presos e encaminhados ao sistema prisional onde permanecerão à disposição da justiça. 

O nome da operação “6º Mandamento” faz referência a ordem bíblica “Não matarás” dada por Deus a Moisés por ocasião dos dez mandamentos, o que não obedecesse resultaria na culpa de sangue. Desta forma, o Governo do Estado de Rondônia promove o braço forte da lei e da ordem na região, individualizando as condutas levando a prisão os suspeitos destes assassinatos.



Fonte: Departamento de Comunicação Polícia Civil

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Plantão Policial