Prefeitura de Porto Velho terá R$ 206 milhões para asfalto e iluminação pública; pacote dá pistas sobre eventual sucessão municipal

Mesmo no período do ponto facultativo em razão da transferência do feriado do dia 4 de janeiro, a prefeitura de Porto Velho divulgou a realização de pregão eletrônico marcado para o próximo dia 16 de janeiro às 9h30min no valor de R$ 176.308.104,95 para aquisição de asfalto. O sistema de registro de preços será válido por 12 meses, segundo o edital divulgado nesta segunda-feira no Diário Oficial dos Municípios.

A cifra de R$ 176 milhões representa em torno de 7,6% do Orçamento Municipal aprovado pela Câmara de Vereadores no valor de R$ 2,3 bilhões no final do ano passado. O asfalto e a sua aplicação estarão na alçada da Secretaria Municipal de Obras e Pavimentação (Semob). A meta é asfaltar 100% da cidade de Porto Velho, segundo fontes do Prédio do Relógio.

Iluminação

Outra meta ousada da gestão municipal é investir R$ 40 milhões na modernização do parque de iluminação pública. No final do ano passado, a Câmara de Vereadores autorizou operação de empréstimo neste valor junto a organismos internacionais, anexando como garantia a própria arrecadação municipal.

Impacto político

Os mais de R$ 216 milhões de investimentos estarão nas mãos de dois secretários proeminentes da prefeitura: Diego Lage (Semob) e Gustavo Beltrame (Emdur). Nos bastidores políticos, a ideia do atual mandatário do Prédio do Relógio é lançar um sucessor entre seu próprio secretariado. Esses recursos dão uma pista de quem será o escolhido para sucessão, caso a deputada federal Mariana Carvalho (União Brasil) abra mão da disputa.

Além de Mariana, um outro aliado do Prédio do Relógio, o governador Marcos Rocha, tem planos para lançar um candidato a prefeito em 2024. Nomes como Cristiane Lopes, eleita deputada federal, Marcelo Cruz, futuro presidente da Assembleia Legislativa, e Fernando Máximo, eleito deputado federal, estão no radar do Governo, liderado politicamente pelo chefe da Casa Civil, Junior Gonçalves, responsável por emplacar o irmão como vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico, o tenente-coronel Felipe Vital na Segurança Pública, e a manutenção do coronel Eder André Fernandes no DER, cargo cobiçado por alguns aliados do governador.

 

Fonte: Rondoniagora

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem
Plantão Policial