Em dez anos, safra da soja cresceu 7.000%; milho teve 2.700% de crescimento e arroz 1.000%

Porto Velho, RO - Com a expansão do plantio da soja, milho e arroz, o município de Porto Velho se consolida como uma nova fronteira de produção de grãos. Se comparado com a produção de dez anos atrás, o aumento é exponencial e comprova que o ciclo de desenvolvimento do agronegócio é irreversível.

"Se compararmos os números da produção de soja, milho e arroz de dez anos atrás com os atuais, vamos verificar um salto enorme na safra, registrado ano após ano. Porto Velho é um novo polo agropecuário, uma nova fronteira de produção agrícola e segue se expandindo, impulsionando a nossa economia com a força e a pujança do setor produtivo", afirmou o prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves.

SAFRAS


Mais de 100 mil toneladas de milho foram colhidas em 2021A colheita de soja da safra 2021, com uma área de aproximadamente 13 mil hectares plantados, atingiu a marca de cerca de 42 mil toneladas. Em 2011, a safra de soja no município de Porto Velho foi de apenas 600 toneladas. O crescimento na colheita, em dez anos, foi de 7.000%.

A soja é o principal produto de exportação do município e é um dos fatores principais para o fortalecimento da economia da região. O escoamento dos grãos em Porto Velho é realizado através da hidrovia do Madeira. Embarcada em Porto Velho, a soja in natura segue para o município de Itacoatiara (AM), por balsa. De lá, a soja é exportada para países da Ásia, Europa e América do Norte.

Outra cultura que viveu um salto grandioso de produção na capital foi o milho. Foram 3.700 toneladas colhidas em 2011 e mais de 100 mil toneladas em 2021, registrando um crescimento de 2.700%. Já a cultura do arroz sofreu um crescimento de 1000% em dez anos. Saindo de uma colheita de 1.600 toneladas, em 2011, para 16 mil toneladas, em 2021. O arroz é plantado em rotação com a soja e ganha espaço em novas áreas de plantio.


Fonte: Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)